HOME SOBRE CONTATO FREEBIES CLIPPING

O QUE EU APRENDI COM OS LIVROS?


09 fevereiro 2017


Estava super ansiosa pra liberar esse post, tinha essa ideia a meses, mas só agora consegui escrever de verdade. Espero que gostem desses pensamentos que tive enquanto lia um livro. Aposto que vocês também vão se identificar!

Desistir pra quê?

Uma das coisas mais importantes que eu aprendi em praticamente todos os livros, é o que tento passar aqui no blog. Nunca desista do que você quer! Sempre, em algum momento da historia, o personagem passa por uma situação muito difícil. Todos de repente não gostam mais dele porque ele fez alguma coisa, ou ele quer algo, quase consegue, e puf! inesperadamente isso escorre da mão dele. A única coisa que ele pode fazer é ir em frente, é recuperar as coisas, é correr atrás de novo e de novo, e de novo. Por mais que digam que nenhum livro é como a vida real, nessa hora é bom se inspirar na ficção. Porque cá entre nós, a maioria dos nossos sonhos é quase uma ficção.

Não se iluda com a perfeição

Se um livro tem tudo para nos inspirar, também tem para desmotivar. Tem sempre aquele personagem perfeito que faz a gente se apaixonar logo de cara, ou odiar e amar ao mesmo tempo. Aquele personagem que desejamos desesperadamente que seja real. Infelizmente a coisa não funciona assim né migos e migas. O personagem pode ser perfeito no livro todo, e pode ser perfeito só no inicio e depois a mascara cai. Ninguém é perfeito, nem mesmo um personagem fictício, porque em algum momento, você já se irritou com ele.

Mais pensamentos, mais criticas

Depois que comecei a ler com uma certa frequência, comecei a ficar mais chata em alguns critérios. Não só com pontuação e palavras erradas, mas em geral, no mundo todo. É impossível você ler um livro que não te faça pensar em algo, no mundo, nas pessoas, nas coisas erradas que estão acontecendo e nas coisas erradas que um dia você já fez.

Nem mesmo um livro tem final feliz

Mente quem disse que a vida não é um livro para ter final feliz, ou que a vida não é nenhum livro pra ser perfeita. Eu gosto de livros perfeitos, mas gosto ainda mais daqueles imperfeitos que nos fazem pensar e chorar e entender. Eu aprendi que a vida é sim um livro, mas você, como personagem principal, tem que aprender a escrever seu próprio final. Aprender com ele e não deixar que seja triste.

Respeita o gosto, moço!

Não é porque eu gosto da A Seleção, que não vou gostar de ler Stephen King. Do mesmo jeito que um menino pode, com toda certeza, sem sombras de duvidas, gostar da Seleção. Isso não vai fazer dele um homossexual e mesmo se ele for, qual é o problema dele gostar de ambos? Desde quando livros tem sexualidade? Gosto é gosto gente, critica mas não ofenda ninguém (como já vi muito por ai)

5 comentários:

  1. Adorei as lições e concordo com todas. Principalmente para respeitar o gosto de todos, e é ótimo nem todos gostarem das mesmas coisas, e assim é na vida também, e isso que a torna maravilhosa :)
    Com certeza o final igual a vida feliz é cada um que faz :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Kézia! Adorei! Eu concordo com tudo que vc citou, a gente aprende tanta coisa com os livros e realmente é preciso respeitar o gosto dos outros! Amei a reflexão!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi, Kézia!
    Realmente o que mais aprendi com livro é respeitar o gosto do outro. Não é só porque o cara gosta de erótico que vou julgar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  4. Oi Kézia,
    Os livros me ajudaram muito a superar a morte do meu pai.
    Sou eternamente grata a literatura por existir <3
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Kézia. Tudo bem?
    Adorei os pontos citados, concordo com todos. Acredito que os livros podem mudar-nos muito. Pode aguçar nosso senso crítico, pode nos fazer aprender com os personagens, entre outras coisas. Enfim, você citou inúmeras.
    O livro deveria ser uma ferramenta mais usada por todos nós, e não precisa ser o livro "X" ou "Y" o primeiro passo é ler algo, e com o tempo o senso crítico vai se aguçando.

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Kézia Martins / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design
Tecnologia do Blogger.