HOME SOBRE CONTATO FREEBIES CLIPPING

Uma romântica incurável


23 julho 2016


Eu tenho um mal, ele se chama romantismo. Sou daquelas pessoas que sai pela rua em busca de uma nova história, para ouvir ou viver. Histórias que fazem o coração transbordar e fazer os lábios sorrirem num sorriso largo. Vejo a vida cor-de-rosa, como meus amigos dizem. Tudo é lindo no mundo das ideias, até que eu me deparo com a realidade. 

Já tentei por diversas vezes ser imparcial, fingir ser forte o suficiente e não me entregar a paixões ou melhor, ilusões. Mas eu falho, meu lado romântico não me deixa ser outra coisa a não ser uma sonhadora. Sei que o mundo carece de pessoas que veem a vida com olhos doces, que além de coincidências, acreditam no destino. Por falar nele, acreditar em sinais faz parte do processo de minhas idealizações, tenho mania de ver sinal em tudo, ligo os pontos e crio algo que talvez não existiu, não exista e nem vai existir. Mal de romantismo. Mal de achar que repetidos encontros casuais na rua significam alguma coisa. Mal de achar que se aquele alguém da rua estiver na mesma festa olhando em teus olhos significa tudo. Bobeira a minha achar. Puro achar. De tanto mal, mal sabia eu que por trás daquele sorriso lindo e cheiro que me tirava dos eixos não havia nada, nada de romantismo. 

Para ela, havia mágica. Para ele, havia o momento . Para ela, era especial. Para ele, algo normal. Ela não queria namorar, mas queria tê-lo, disso ela sabia. Ele não queria namorar, mas tê-la era só um detalhe diante de suas prioridades distantes dos abraços e beijos dela. Ela decidida a romper com a fantasia e cair novamente nesse mundo marginal, decidiu abrir os olhos e fechar o coração. Disse adeus, não queria perder-se novamente. Ele, não queria que fosse assim, conseguiria permanecer ao lado dela mesmo não estando. Como pode alguém, estar e não se entregar? Ele pensou conseguir. Ela, tinha certeza de que não conseguiria viver escondendo as asas que existiam dentro de si. Decidiu então voar novamente, não com o intuito de ir para outro jardim, mas para retroceder acolhendo-se em seu antigo casulo.

24 comentários:

  1. Oi, Loren. Oi, Kézia. Tudo bem?

    Loren, parabéns pelo texto. Acho que a sina dos românticos é se decepcionar. Sempre nos entregamos tanto e só esperamos reciprocidade, que, muitas vezes, não chega da maneira que nós esperamos. Mas o bom de serromântico é que nós nunca deixamos de tentar... a gente dá uma pausa entre uma decepção e outra, mas sempre tentamos novamente.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Tami! É isso aí, pensamento positivo! :D

      Excluir
  2. Oi, Loren!
    Muito bonito o texto! Às vezes voltar para o casulo é bom para descansar, mas só para depois voar de novo. Tem tanto jardim por aí!


    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooooown, que lindo! Obrigada, é mesmo, muitos jardins! rs

      Excluir
  3. É muito ruim ser uma pessoa sensível nesse mundo ):

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
  4. Oi Loren,
    Que texto lindo! Parabéns!
    Voar é sinônimo de buscar a felicidade. *-*
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Palmas para esse texto!!!! As vezes penso que textos assim deviam compor um livro, o que acha hein???
    As vezes queria ser um pouco romantica.. mas o ogro que mora em mim não deixa rsss

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com ❥ Fanpage ❥ Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigaaaaga! Um dia fará parte de um livro, espero por isso! Rs, um dia o romantismo chega, não se preocupe! haha

      Excluir
  6. Que texto mais lindo! Não tenho palavras pro quanto o admirei, tive vontade de guardar num bloquinho de notas pra rever em certos momentos. O grande problema dos românticos é esse, não é? Os outros não vêem o mundo com os mesmos olhos que eles.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooooooown, e eu fiquei com vontade de imprimir o teu comentário e colocá-lo num lugar onde eu pudesse ver toda hora! Obrigda, obrigada e obrigada. Pois é, infelizmente...

      Excluir
  7. Que texto perfeito! De fato o mundo carece de pessoas exatamente assim: românticas! Não é possível que o romantismo não exista mais, né?! Eu sou dessas que disfarça, que finge que não se importa logo de cara, mas depois se entrega de corpo e alma <3

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigaaada! Carece mesmo :/. Mas existe sim! haha. Se entregar quando é correspondido é incrível, espero que você viva algo maravilhoso!

      Excluir
  8. Oie Loren =)

    Eu apesar de adorar um bom romance não sou nada romântica na minha vida pessoal rs...

    Já fui super romântica na época da minha adolescência, mas os anos foram passando e me tornei mais pratica e racional eu acho.

    Lindo o texto, e as vezes tenho essa vontade de enxergar os olhos nesses tons mais coloridos que os românticos enxergam, só que talvez eu tenha me acostumado com os tons de cinza.

    Parabéns!


    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser prática e racional tem seu lado positivo também. Obrigada Ariane, fico muito feliz que tenha gostado. Uma hora alguém aparece e começa a colorir o teu mundo, não se preocupe.

      Excluir
  9. Olá,
    Nossa que texto maravilhoso ♥
    Sempre acho incrível esse ar de sonhar!
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  10. Ooi! Eu entendo seu lado e acho suuper legal. haha Eu não sou muito ligada em romance, mas adoro pessoas que são. Geralmente elas levantam meu astral com esses assuntos.
    Beijos
    Estilhaçando LivrosCantar em Verso

    ResponderExcluir
  11. Que texto lindo! Amo vir aqui só para ler seus textos *-* amei!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Acho que devemos sempre nos entregar de corpo e alma. Viver pela metade por medo é mais ruim do que talvez sofrer uma ou duas coisinhas.. pois se você não viver por inteiro, nunca saberá como é amar plenamente :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

© Kézia Martins / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design
Tecnologia do Blogger.